Dicas de Comunicação para pessoas da área de tecnologia

Photo by Volodymyr Hryshchenko on Unsplash

Olá!

Hoje eu vou falar sobre comunicação, com foco no que nós, geeks, cometemos como erros e como podemos melhorar.

Pessoalmente, eu sempre tentei fazer um esforço para me comunicar do modo mais claro possível. Isso é uma regra interna para mim. Especialmente quando eu estou falando com pessoas que não são da área de TI. Como por exemplo, gerentes pessoais, gerentes de projetos, scrum masters, parceiros e clientes, por exemplo. Nós precisamos saber que enquanto estamos falando com alguém, e a pessoa não é da nossa área (ou às vezes até podem ser!), eles podem simplesmente não conhecer os mesmos termos aos quais estamos acostumados.

Quando você tenta parecer espertinho ou espertinha falando do seu trabalho, sobre como foi incrível resolvido aquele problema no outro dia, você talvez sinta uma coceirinha de vontade de jogar uns termos técnicos na conversa…talvez você devesse ignorar essa necessidade.

Na verdade, você só vai aparecer alguém que não tem empatia com o seu ouvinte.

Eventualmente, seu colega pode começar a evitar falar com você pelo fato de não te entender. Essa doeu.

Imagine que você não sabe nada sobre cozinhar (exemplos meramente ilustrativos, ok?). Então você decide pedir uma receita a uma chef de cozinha, e ela te ajuda, mas falando de vários utensílios que você nem conhece, técnicas que você nunca ouviu falar, usando nomes franceses que você não tem ideia nenhuma se são comida ou um xingamento. Você gostaria de ser ajudado assim? Não seria melhor, se a chef te explicasse de uma maneira mais simples? Você só queria jantar, sabe…

“Por que voce não me explica como se eu tivesse 5 anos?”

Então, quando você pensar em pegar o atalho cheio de termos complexos do seu trabalho, talvez dê passos mais simples. Descreva o que está acontecendo, explique o problema, use termos mais conhecidos, e mais importante – mostre exemplos.

Uma vez que você lembrar dessas “regras”, a sua comunicação deve fluir mais naturalmente, e as pessoas vão querer falar com você pois afinal agora eles te entendem!

Onde isto pode ser aplicado?

Todos os lugares e momentos. Reuniões em pessoa e online, posts de blogs, eventos. Não há limites.

Use uns momentos a mais pra realmente explicar os processos. Sempre de o contexto por trás do que você está falando e será mais fácil te entenderem. Não se apegue aos termos. Às vezes você pode até estar repetindo coisas sem perceber, por que você não está prestando atenção na sua fala.

Por exemplo, digamos que você está com pouco espaço no seu servidor, devido ao crescente tamanho dos seus arquivos de backup. Então, você precisa falar com um gerente para discutir opções, que podem incluir decisões que envolvem o orçamento.

Comece explicando o contexto. Fale sobre o que são os backups. Explique por que você precisa deles. E finalmente, ganhe seu gerente com um belo susto mostrando o problemão que você tem se perder os arquivos por uma semana. Mostre um screenshot de quanto espaço você tem vs o quanto está livre. Leve a informação de frequência com qual as pastas são “limpas”, e quanto tempo é gasto nisso. Uma vez que você tenha estabelecido esse terreno, eles vão entender o quão relevante isso é pra você, e por que você precisa do DINHEIRO suporte.

Isso é o que funciona pra mim. Pensando em uma forma um pouco diferente de se comunicar, eu AMO quando alguém tem um problema, e me mandam um email com toda a informação de antemão. Um email lindo desses geralmente possui o seguinte:

  • o que aconteceu
  • quando aconteceu
  • qual a suspeita de problema
  • o que acontece se isso não for consertado em x horas/dias/semanas
  • quem foi impactado
  • e se eles forem um anjo divino eles ate incluem uma sugestão de como resolver o problema (mais comum sendo um outro time de TI)
  • eles evitam usar termos muito específicos e descrevem mais
  • eles evitam usar termos internos que não fazem sentido para outros times

Isso tudo facilita a vida. Eu não preciso ficar escrevendo vários emails, por que logo de uma vez eu tenho o mínimo pra poder começar investigar. Honestamente, sendo proativa no email, a pessoa nos salvou um tempinho e espaço na inbox. Não há nada mais frustrante que tentar pescar informações e a pessoa fugir das perguntas respondendo o mínimo do mínimo.

Existem várias outras coisas que eu gostaria de falar sobre esse tópico, então provavelmente ele voltará. Enquanto isso, o que você faz pra se comunicar com leigos que deixa sua vida mais fácil? Comenta aí embaixo!

Quer praticar seu inglês? Leia o post em inglês aqui.

3 thoughts on “Dicas de Comunicação para pessoas da área de tecnologia”

  1. Oi, Camila. Parabéns pelo blog e por trazer à tona um tema tão necessário (os leigos em TI, como eu, agradecem, rsrsrs). No meu dia a dia no setor administrativo, é comum me deparar com sistemas em que prevalece a lógica do desenvolvedor, e não a do usuário. E sempre me dou conta do quanto a falta/falha de comunicação entre leigos e profissionais de TI tem seu peso nisso. Foi participando de reuniões para automação de processos, e onde o objetivo era “nos entendermos” com o pessoal de TI para que se pudessem desenvolver sistemas o mais próximo possível dos usuários, que eu pude perceber as barreiras que existem na comunicação entre as equipes. O pessoal de TI usava muitos termos técnicos, como se todos os presentes tivessem o domínio deles, e as reuniões acabavam ficando exaustivas. Eu me sentia sendo colocada para fora da conversa. Houve até uma vez em que um dos líderes de TI saiu com essa: “Se você não estiver me entendendo, me avisa, para eu ‘baixar o nível’”. Soou super arrogante. Ele até se desculpou em seguida, tentou se explicar, mas já era tarde…
    Felizmente, existem os profissionais mais empáticos, a quem sempre podemos recorrer. Pena que são em menor número. Não quero apontar culpados, mas será que as faculdades de TI estão percebendo esta barreira e dando a devida atenção à comunicação em seus currículos? Fica a pergunta.

    Liked by 1 person

    1. Sinto muito pela situação da reunião e entendo sua frustração. Todos viemos de um background diferente, não podemos esperar que todos saibam de tudo. Essa área é tão complexa e vasta que hoje em dia existem profissionais focados em prover uma melhor experiência para os usuários, a área de User Experience(UX). Sobre a culpa das faculdades, eu acho que faz sentido, pois já na faculdade você pode se sentir deslocado pelos professores e grupos de alunos que insistem em usar os termos que nem todos conhecem. Porém, o ambiente de trabalho também tem muita culpa. Ao meu ver, tudo acontece tão rápido e somos “forçados” a produzir e entregar que as vezes nem sabemos o que estamos entregando haha Mas é uma ótima reflexão! Obrigada (:

      Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s